30 de jul de 2013

PAPO RETO - BANDA NENHUM DE NÓS - O ROCK GAÚCHO ENCONTRA O NORTE



A sessão PAPO RETO especial com ISAH CARVALHO troca uma idéia exclusiva com o guitarrista CARLOS STEIN, da banda gaúcha NENHUM DE NÓS que compartilha suas impressões sobre o rock atual e dá dicas para as bandas nortistas. Confira como foi o papo:


Blog Roraimarocknroll
A primeira pergunta que não quer calar, não achei registros de apresentações da banda por essa região, qual é a possibilidade do Nenhum de nós fazer um show em Boa Vista - Roraima? Como vocês escolhem as capitais que fazem parte das turnês?
Carlos Stein
Na verdade, gostaríamos de fazer turnês que nos levassem a todo o país. Isso ainda não foi possível por vários motivos. Somos uma banda sediada em Porto Alegre e a distância é grande. Às vezes que fomos até o Pará e Amazonas acabamos não conseguindo conciliar datas para tocar em Boa Vista, infelizmente, mas nunca desistiremos. Estamos em dívida, mas tenho fé que um dia visitaremos Roraima.

CARLOS STEIN - Além de tocar em uma das grandes bandas do rock brasileiro, 
ajudou a fundar os Engenheiros do Hawaii.

Blog Roraimarocknroll 
São vinte e sete anos de carreira, o Nenhum de Nós se consolidou na cena rock como uma banda “não comercial” que não se apresenta em programas de TV dominicais e possuem trilha sonoras de novelas, agradando os fãs originais da banda até os “roqueiros” mais xiitas por nunca ter recebido o rótulo de pop. Qual é o perfil dos fãs do Nenhum de nós?
Carlos Stein
É bastante variado. Vai desde os saudosistas dos 80 até aqueles que buscam uma sonoridade diferente dentro da cena nacional. Fico particularmente feliz por contarmos com o apreço de um público bastante exigente. Prova que estamos no caminho certo.

Blog Roraimarocknroll
Atualmente, o Nenhum de nós está debandando para o lado do Acústico, a banda investe em sua música como se estivesse começando, como surgiu a ideia dessa nova roupagem?
Carlos Stein
Já temos três trabalhos acústicos lançados. O novo é o quarto. Muito mais do que um modismo - o primeiro acústico é de 94! - os acústicos nos aproximam do momento da criação de nossas canções, geralmente compostas no violão. É também uma oportunidade de rearranjar nossas músicas, uma de nossas manias preferidas. 
Com 26 anos de carreira, o NENHUM DE NÓS 
hoje já fez mais de 1700 shows e vendeu mais de 1 milhão de álbuns


Blog Roraimarocknroll
Sobre a cena de rock Amazônica independente, você conhece alguma coisa, tem curiosidade, tem curtido alguma coisa por aqui? Qual é a dica que você poderia dar para os músicos da região norte, em sua opinião para quem quer se consolidar na cena é preciso mudar para grandes metrópoles atrás de gravadoras para divulgar o trabalho autoral?
Carlos Stein
Recentemente baixei o disco do paraense Felipe Cordeiro "Kitsch Pop Cult", que achei genial e que é disponibilizado de graça no site dele. Minha dica é manter o sotaque. Acho que o que anda chamando a atenção nesses dias são justamente as particularidades. Quanto a gravadoras, esqueçam. O cenário agora é de dispersão, não de concentração. Mudar para as metrópoles pode ajudar em termos operacionais, já que reduz os custos de deslocamento. Outra alternativa para os indies nortistas pode ser investir em países próximos com cenas indies vibrantes, como Colômbia e México. Nós, por aqui, investimos no Uruguai, Argentina e Paraguai.


Blog Roraimarocknroll
Depois de anos de carreira, o Nenhum de Nós ainda continua com os mesmos membros da primeira formação. Como funciona o relacionamento de vocês?
Carlos Stein
27 anos!!! Incrível, não? Acho que gostamos muito do que fazemos, temos orgulho de nossa trajetória e muito respeito uns pelos outros. Vivemos de realizar nosso sonho de infância.

Fecha a conta.

Nenhum comentário: