11 de jun de 2015

DPEIDS - SERVINDO SOM DIONISÍACO A SEUS OUVINTES


De vez em quando aparece alguém alegando panfletariamente que o “rock está morto”. Por vezes, essa asneira vem de alguma celebridade do mundo da música, procurando o foco dos holofotes com a polêmica no dito. Mas é no surgimento de novas bandas criativas e cativantes que esta declaração cai por terra. Dentre estas novas bandas criativas, há uma em Manaus que merece todo destaque. Dpeids é um nome hilário e que reflete muito bem o regionalismo de som único que essa molecada cabocla faz. “Mamando na Onça” titula o EP de estréia do grupo formado em 2007 e certamente, que foi o CD mais esperado neste ano de 2014 na capital do Amazonas.


A primeira faixa é a música “A Canoa e o Banzeiro” que já deixa claro o verdadeiro objetivo da banda, que se resume em cantar e dançar a bebida, o fumo, o sexo e outras maravilhas mundanas com pegada ramoníaca. Na segunda faixa “Samba-Canção”, esta “filosofia” continua, mostrando todo um universo boêmio e muito bem humorado. Até quem não bebe e não fuma, não tem como não dar uns sorrisos com estas letras.

Na terceira posição vem a canção que nomeia o disco. “Mamando na Onça” conta a história verídica onde um grupo de amigos fez uma viagem alucinante pelos rios da Amazônia em direção a um município do interior, para a realização de um show por lá. O detalhe é que a loucura coletiva foi tão intensa, que quase acabou em naufrágio. Passado o susto, só resta a lembrança para gargalhada geral de seus protagonistas.

“A Feira” é a penúltima e quebra o ritmo rocker, com uma levada reggae, mas mantém o bom humor na letra que sempre traz características manauaras. Pra fechar a bolacha, vem “Asqueroso” que volta a acelerar com um riff convidativo ao pogo.

A boa arte gráfica faz bem em trazer as letras das canções, ficha técnica, agradecimentos e contatos. “Mamando na Onça” é um EP poderoso por ter humor explícito, inteligente e ser muito agradável, pra quem curte punk rock com pitadas de reggae e rock clássico. Contudo o CD possui um grande defeito. Dá aquela fissura de “quero mais”, como vários outros lançados na cidade de Manaus. Catando a net, é possível se encontrar várias músicas do bando, pra download gratuito.

É sempre bom ver nascer e brilhar bandas como a Dpeids que serve som dionisíaco a seus ouvintes, provando que o verdadeiro espírito do rock and roll, nunca vai morrer.

Nenhum comentário: