24 de nov de 2015

COLUNA RORAIMAROCKNROLL - ANO 5 - 25ª EDIÇÃO

Nesta Edição: Lionella Edwards, Casa Do Neuber, Neuber Uchôa, Jamrock, Pedro Alencar, Beto Bellini, Trupe De Marte, Ana Lú, Marcus Miranda, Guybras, Veludo Branco, Dead Weather.
ABRE A CONTA
Bom dia rocker! No domingo foi comemorado o Dia do Músico, e quero parabenizar a todos os artistas de Roraima que levam sua arte ao público e muda o mundo pelo som, especialmente as bandas e músicos que semanalmente aparecem por aqui em nossa coluna... Nós, artistas, somos shamãs, veículos divinos que propagam mensagens de luz e me sinto parte dessa grande aldeia musical de Roraima que canta as belezas da Amazônia... Nossa coluna de hoje está muito bacana, com um papo reto com a cantora Lionella Edwards, premiada no VI Festival Canto Forte, agenda cultural da semana com o Luau no Quintal da Casa do Neuber, um rocklist old school do publicitário Beto Bellini, a nossatrip pelas redes sociais e dicas de literatura e disco do rock mundial... Seja bem vindo à coluna Roraimarocknroll, porque a história do rock roraimense você lê primeiro aqui! Boa Leitura, e ótima terça-feira! Let’s go! - Victor Matheus.
________________________________________________________________________

PAPO RETO 
*Créditos: Pedro Alencar
A cantora e compositora Lionella Edwards, da banda Geração Roots, , 
responde a três perguntas do Papo Reto da nossa coluna: 

A música faz parte da sua história desde sempre, cantando com a banda do seu pai – Mike GuyBras, com a sua banda Geração Roots e também em apresentações Solo... O que te inspira a cantar e compor músicas? 

Minha inspiração vem nas coisas do dia a dia... Pra quem compõe ocorrem algumas viagens em nossa cabeça meio que inexplicáveis mas tento passar a minha mensagem de amor através da música que faço. 

Você conquistou o 2ª lugar no VI Festival Canto Forte com a canção 'Pronto pra desafiar', de sua autoria, e ainda arrebatou o prêmio de melhor intérprete, merecidamente... Como foi a experiência de participar do festival e o que podemos esperar de Lionella para 2016? 

Foi uma experiência entusiasmante. Foi o primeiro festival que participei e na hora do palco a mágica acontece inexplicável... Joemir Guimarães está de parabéns pela mega estrutura, e para 2016, o EP da Banda Geração Roots saindo. 

Quem salva o Reggae no Brasil hoje? 

Pergunta difícil... Pra mim não existe aquela que salva o reggae... Toda banda de reggae tem que buscar a sua verdade e centrado seus pensamento em Jah - (Deus) que é a verdadeira essência, é o que importa... Temos no Brasil várias atuantes no meio Reggae, Tribo de Jah, Cidade negra, Cidade verde Sounds, Mato Seco e muitas outras, todas em busca da sua verdade,e aqui em BV city temos a Guy-Bras, Geração Roots, JamRock , João 4:20 e uma banda nova em primeira mão: the Jango! 
________________________________________________________________________

LUAU NO QUINTAL
*Créditos: Joaci Luz 
Acontece hoje (terça feira) na Casa do Neuber, O 2º Luau no Quintal. O evento é aberto ao público com entrada franca, a partir das 19 horas e contará com uma grande Jam Session e a participação de vários artistas da música de Roraima. Todos que queiram mostrar sua arte estão convidados. Traga seu instrumento e venha celebrar a lua cheia. Bora lá? 
________________________________________________________________________

MOMENTO POLAROID 
*Créditos: Pedro Alencar
Pelas lentes de Pedro Alencar, a história do rock roraimense é contada... O registro é da banda Jamrock no VI Festival Canto Forte, realizado entre os dias 19 e 21 de novembro de 2014 no Centro Amazônico das Fronteiras... Uma bela imagem digna de polaroid! #polaroid
________________________________________________________________________

ROCK LIST 
*Créditos: Arquivo Pessoal
O guitarrista e publicitário Beto Bellini, 
escolhe cinco músicas essenciais na sua #RockList. Confira

1. Cyanide (Metallica) 
2. Now you´re gone (Whitesnake) 
3. Green Tinted Sixties Mind (Mr. Big) 
4. I am the highway (Audioslave) 
5. Cotidiano de um casal feliz (Jay Vaquer) 
________________________________________________________________________

INSTAROCK
A semana do rock roraimense no Instagram. 

#Trupe_de_Marte 
Siga @bandatrupedemarte 

#Ana_Lú 
Siga @analu_rr 

#Marcus_Miranda 
Siga @marcuspmira 

Siga o Instagram do Blog Roraimarocknroll @roraimarock 
________________________________________________________________________

RORAIMAROCK INDICA
Confira os perfis e páginas que você deve acompanhar nas redes sociais 

#GuyBras 

#VeludoBranco 
________________________________________________________________________

DISCO 
*Créditos: Third Man/SonyEm 
DODGE AND BURN (THE DEAD WEATHER) - dodge and burn, o Dead Weather, banda que tem Jack White na bateria, Alison Mosshart (The Kills) nos vocais, Dean Fertita (Queens of the Stone Age) na guitarra e no teclado e Jack Lawrence no baixo, elabora o rock mais sujo do qual o ex- -membro do White Stripes tomou parte nos últimos tempos. O quarteto já havia gravado antes dois álbuns de baixa voltagem, mas este aqui deixa os anteriores para trás: os músicos vieram com um puro blues-metal que tem a cara do século 21. White se contenta em bancar o coadjuvante e realiza o sonho de imitar John Bonham em “I Feel Love (Every Million Miles)”, que tem pegada de Led Zeppelin, algo que permeia todo o trabalho. Mas a verdadeira estrela é Alison. Em “Buzzkill(er)”, ela solta uivos cortantes, reclamando com o Senhor por ele ter colocado culpa na farra dela. Existe ainda menos misericórdia em “Cop and Go”, um item predatório e sinuoso que parece ter saído direto do calabouço de Jimmy Page. (por Jon Dolan) 
________________________________________________________________________

LIVRO 
*Créditos: Editora Mackenzie
POP BRASILEIRO DOS ANOS 80 - O pop não é de longe invenção dos anos 80, mas a canção pop encontrou naquela década terreno fértil para seu enraizamento nas mentes das massas, no mundo todo e em especial no Brasil. A década de 1980 foi para nós (brasileiros) uma espécie de 'anos 60'", essa é a tese de Sílvio Anaz, jornalista mestre em letras pelo Mackenzie. Se o estudo dos produtos culturais não é novidade (assunto exaustivamente discutido desde a Escola de Frankfurt e Ok Computer! do Radiohead mais recentemente, que virou tese em Oxford), a análise do fenômeno pop é nova no Brasil. Depois de uma apresentação inspirada e dois capítulos deliciosos ("Definindo a Canção Pop" e "Os Anos 80 e a Canção Pop"), o livro finalmente (e infelizmente) se aproxima mais e mais de uma análise semiótica. Mas é no mínimo curioso ler uma análise séria de "Você Não Soube me Amar" da Blitz, e "Rádio Pirata", do RPM. (Por M. C.) 
________________________________________________________________________

FECHA A CONTA
Para se manter informado sobre tudo que acontece no rock roraimense 
Acesse o blog da coluna, no www.roraimarocknroll.blogspot.com
Siga-nos no twitter @roraimarock 
Curta nossa página no facebook/blogroraimarocknroll
Participe da coluna com sugestões através do e-mail roraimarock@gmail.com

PUBLICAÇÃO 
JORNAL FOLHA DE BOA VISTA | CADERNO B 
COLUNA RORAIMAROCKNROLL | ANO 5
25ª EDIÇÃO | 24/11/15

Nenhum comentário: