11 de jul de 2014

SENTA PÚA – HEY HO! BORA LÁ!

 

Há 28 anos o Brasil - esse país sem vergonha com síndrome de vira-lata mas que ainda tem a oportunidade de um dia ganhar pedigree e realmente se tornar um “gigante acordado”, onipresente e onipotente no melhor sentido desta frase - transitava de uma ditadura militar para a democracia, ou diríamos burrocracia esquerdinha coxinha que está aí alienando nossa juventude, engessando nossa liberdade de expressão, e pior, enchendo os bolsos de pilantras, petralhas, cartolas, pseudo ativistas culturais e o escambal nos colocando num retrocesso socio-economico-cultural-existencial “nunca antes visto na história do nosso país”?

Roraima Sesc Fest Rock 2013

...Também, no mesmo e já distante 1985 acontecia um evento reunindo mega astros do rock n'roll em prol do ser humano, dos necessitados da Etiópia, e da utópia filosofia do amor universal... Era o festival Live Aid, e com ele nascia também, no dia 13 de julho, o Dia Mundial do Rock... Neste mesmo ano, também nascia um garoto no extremo sul do Brasil, batizado com o mesmo nome de um dos grandes nomes da música de lá – Victor Matheus...

Veludo Branco - Palco Velia Coutinho 2010

Quatro ciclos de saturno depois estamos aqui, nosso país bem diferente daquele ano, nosso rock n'roll ainda tenaz e ácido como sempre e aquele garoto, já homem feito, pai de família, mas ainda carregando consigo o mesmo espírito rocker que lhe arrebatou há 21 anos atrás, através dos sulcos de vinis do ACDC, Sepultura, Ozzy Osbourne, Ratos de Porão e Black Sabbath continua amando e devotando grande parte de sua vida a ele, o vovozinho sessentão Rock, seja tocando com sua banda, escrevendo, ouvindo, lendo ou mesmo respirando a entidade máxima e indestrutível que faz calcinhas pingarem, cervicais deslocarem e nossas mentes transcenderem!
Espaço Rock do Sesc Centro - Era de Ouro do rock roraimense

De lá pra cá, aquele garoto já viu e viveu o suficiente para contar uma breve história que se confunde com muitas histórias de outros garotos e garotas fillhos da geração coca-cola, que viu nosso país ser tetra e penta campeão do mundo e tomar um chocolate da Alemanha, nosso idolo máximo Ayrton Senna morrer fazendo o que mais amava, inspirando milhões de brasileiros e a mim também, a queda do muro de Berlim, o surgimento da aberração chamada Restart e o retorno de uma das bandas mais inigualáveis de todos os tempos: o Black Sabbath! Vivemos muito, mas ainda não o suficiente para olhar para atrás e sentir melancolia e saudade bucólica do que agora só está guardado em fotos, vídeos e músicas perdidos no espaço sideral virtual intergalático... Vejo mais como um lembrete do que fomos e para aonde iremos caminhar.
Personagens de Lastro do rock roraimense

Neste dia 13 de julho foda-se a copa, o Brasil perdeu e afinal é o dia do rock n'roll! E o que faremos? Ouviremos discos de rock, de preferência em altos e bons decibeis pra lembrar nossos vizinhos evangélicos, forrozeiros e bregueiros que nos assolam o ano inteiro com suas músicas tocadas em paredões de carros, na área de serviço colada no muro de nossa casa, e nos estacionamentos de nossa cidade que também temos direito (se realmente é direito fazer isso) de ouvir nossa música onde e no volume que quisermos! 


É o dia de tirar aquele velho allstar empoeirado da gaveta pra recordar o que fomos um dia e quem ainda somos hoje, escolher a camiseta da banda preferida pra usar, resgatar o jeans velhusco e rasgado que insisti em permanecer no armário, ir aos shows das bandas dos amigos, beber umas breja, reencontrar velhos conhecidos e lembrar boas histórias, reconhecer em novos garotos e garotas que o espírito rocker ainda habita o nosso meio... neste dia 13 de julho é dia de celebrar aquilo que move a minha vida e de milhões de seres vivos neste planeta, e que ainda estará aí depois de nós, de nossos filhos, netos, as baratas e Keith Richards... 

Veludo Branco - 8 anos na trilha do rock n'roll

Neste dia 13 de julho estaremos juntos de novo, saudando mais uma vez o rock n'roll e enquanto houver um garoto de saco cheio com a TV, com o jornal, com os pais, com a mina gostosa do 3º ano da escola que não comeu, a chama viva do rock n'roll continuará perpetuada nesse mundo e por isso e muito mais que cabe nestas linhas é que desejamos um feliz dia mundial do rock porra! Que os deuses Hendrix, Janis, Boham, Morrison, Cobain, Presley e Scott nos saúdem das estrelas, nos lembrando por que estamos aqui nesse mundo, e como diz meu irmão Rodrix Mebs: Hey Ho! Bora Lá!

Fecha a conta.

Um comentário:

Cesar... disse...

* anos na trilha do asfalto, deixando o rastro, mantendo o #Lastro...

Aguardem, show e cd comemorativo dos 10 anos hehehe