20 de set de 2013

PROGRAMA ESTILO ROCK - 34ª EDIÇÃO – ESPECIAL RORAIMAROCKNROLL - O QUE VAI ROLAR?


Neste sábado, 21 de setembro, a 34ª Edição do programa ESTILO ROCK, traz o especial RORAIMAROCKNROLL. Confira as bandas de Roraima que fazem parte do roteiro musical do ESTILO ROCK deste sábado:

SHEEP
 A banda Sheep está na estrada do rock desde 2002, sendo hoje um dos grupos de rock mais relevantes de todos os tempos do rock roraimense. O estilo da banda transita entre o grunge e rock alternativo, com riffs marcantes, distorções em contraste com dedilhados melódicos e letras com temáticas sentimentais e do cotodiano. A essência da banda Sheep é a produção de material autoral, para todos os públicos sem distinção. A Sheep também busca exercer o sentido literal do verbo “entreter”, reproduzindo canções de bandas internacionais conhecidas, muitas delas das que serviram de influência para o gênero da banda. As letras das canções da banda, de fácil compreensão, despertam a identificação imediata com seu público, com temas que vão desde desilusões amorosas à problemas psicológicos ou cenas do cotidiano. Tem como principais influências as bandas Nirvana, Silverchair, Alice In Chains, Foo Fighters, Stone Temple Pilots e a Reação em Cadeia.

GARDEN
Desde 1996 na ativa, a banda GARDEN é hoje um dos grupos mais importantes de todos os tempos do rock roraimense. Considerada por crítica e público uma das melhores bandas de rock de Roraima em atividade, senão a melhor em termos técnicos e harmônicos, a Garden chega em 2013 com o 2º disco autoral saindo do forno, um currículo invejável de shows e participações nos principais festivais de rock de Roraima e a alcunha de dinossauros do rock roraimense. No Amazonas são reverenciados sempre que tocam por lá, na já tradicional casa de shows Porão do Alemão. Além de um repertório cover extenso, a banda Garden apresenta também um som autoral inspirado no grunge, com linhas de bateria forjadas na sombra de bandas como Incubus e U2, somado a letras poéticas para as massas com pitadas interessantes de power pop rock.

KLETHUS
 A Klethus é uma banda roraimense de 'crossover rock', termo americano que significa a capacidade da música de passar de um ambiente para outro, sem alteração. No caso da Klethus, um rock que aborda em suas músicas letras com temáticas sociais, políticas, idealistas e pesados riffs de guitarra que pode agradar qualquer público. A Klethus foi formada em Roraima, em 1993 sendo a primeira banda a lançar um álbum virtual no Estado de Roraima. O CD "Direção" garantiu grande acesso no site oficial e mais de 40 mil acessos pelo mundo afora. A banda lançou, também, diversos singles, entre eles o "1976-2001", produzido por Frank Lima, do Gruta Studio/RR, tocado em rádios nacionais como Jovem Pan/SP. Ao longo de sua carreira, a banda tocou em diversas cidades do país, incluindo festivais nacionais, centros culturais e eventos populares. Atualmente a Klethus está em estúdio produzindo seu mais novo CD, ainda sem título definitivo e está em fase de pré-produção do seu primeiro videoclipe profissional, contemplado pela Lei de Incentivo Cultural do Estado de Roraima.

RECLIVE
Uma mistura de tendências, de vertentes, de visões, de personalidades e características. Prazer, RECLIVE. Passeando pelo mais autêntico sondagem jovem, caindo em um buraco cheio de hardcore nova-iorquino, ressuscitando e se inserindo em um cenário de Alternativo , vendo no fim do túnel uma luz que indica o propalado som moderno. Ouça sem preconceitos, especialmente aqueles relativos a rótulos. O rock comanda as ações da Reclive, com seu início em 2011. Porém, trata-se de um rock diferente; talvez um rock que não se feche a influências externas, tais qual o puro pop, jazz e blues, dentre outros. Reclive é Reclive. Desista, você não irá denominar o tipo de som da banda. A banda esta em seu “Ponto de partida”, Com a construção de suas músicas autorais, a banda tenta inserir-se por completo no cenário atual do rock roraimense. Cenário este formado, em sua maioria, por bandas cada vez mais semelhantes e similares, com poucos atrativos que as diferenciem. É este o ponto principal: Reclive quer ser o diferencial, em qualidade, sonoridade e postura. É ver para crer. Com intenso trabalho de marketing e divulgação, a banda vai, aos poucos, se colocando em posição de destaque perante o público e pessoal especializado. Já que partimos de um cenário onde quase não tem influencias de Rock mais de outros estilos e culturas, o que dificulta o trabalho mais o torna um desafio emocionante. Os quatro jovens roraimenses convidam você a embarcar nessa viagem de som e arte. Reclive te chama para passear conosco, tal qual o início desde texto já fizera.

LN3
 Formada pelos veteranos Alexandre Horta (G), Rimolo Pina (Bt), Jorge Holanda (B) e Alencar (V), a LN3, que a princípio se chamava "Tsunami" surgiu em 2001 com uma proposta "radical" de tocar apenas composições próprias em seus shows, sendo os pioneiros e abrindo espaço para bandas que seguiram seus passos.

MERCEDEZ BAND
A banda MERCEDEZ BAND escreveu seu nome na história do rock roraimense no começo da década dos anos 2000, figurando juntamente com outras bandas locais autorais da época, a galeria de dinossauros do rock roraimense. Registrou duas canções, entre elas MITIFICA, na coletânea independente BEM VINDO ROCK N'ROLL, juntamente com as bandas GARDEN, LN3 e ATECUBANOS.

ESBOÇO DE NADA
A banda ESBOÇO DE NADA fez parte da cena rock roraimense no início dos anos 2000 sendo uma das bandas pioneiras no rock autoral do Estado, seguindo o estilo hard core. O grupo fez parte da coletânea Roraimarock, do SESC RR, com duas músicas, entre elas o sucesso local BOAS LEMBRANÇAS. Atualmente a banda, com nova formação, reside em Mato Grosso.

EPISTULA
 Originalmente chamada de Impactu’s, a banda Epístula surgiu em 2006 na cena rock roraimense. Após uma mudança de formação, a banda consolidou sua formação em 2010. Com o lançamento do primeiro single "Tudo se fez novo", em setembro de 2012, a banda ganhou prestigio e reconhecimento no meio gospel e secular, com a música tocando nas principais emissoras de Boa Vista e em radios webs, e Rádio Boas Novas de Manaus. Com o lançamento da primeira música, a banda preferiu mudar de nome, pois o nome Impactu´s já existia em mais de 4 bandas de estilos diferentes pelo o Brasil e nunca houve a preocupação do registro do nome desde o seu começo, daí o motivo da mudança e até mesmo evitar problemas autorais no futuro. A banda no momento ensaia novo repertorio e novas músicas próprias e se prepara para entrar em estúdio para gravar o novo single que se chama ‘Quer Saber’, com previsão de lançamento até fim de setembro. O primeiro cd da banda é um sonho dos integrantes e pode acontecer até o fim do ano. Epístula que do grego antigo significa “ordem, mensagem”, e do latim que significa “carta, mensagem escrita e não assinada” e que na grafia utilizada pela banda, teve a alteração do O pelo U, por ser diferente e ter mais cara de rock and roll, define bem qual mensagem esses 4 rapazes desejam passar através de suas letras e do rock gospel, "que é o incondicional e incomparável amor de Deus". Ouça sem preconceito.

DITAMBAH
Sabe-se que em um passado não muito distante, a música regional produzida em Roraima, era tratada pelo apelido pejorativo de “tambaqui music” dado por aqueles que não compreendiam a importância das referências amazônicas na construção da identidade artística do nosso povo. Assumindo essa regionalidade como influência, surgiu a Banda Ditambah. A Ditambah tem a proposta de fazer essencialmente Rock’N’Roll autoral, com influências diversas, priorizando letras de qualidade, com poesia e crítica acentuadas.

VELUDO BRANCO
O power trio Veludo Branco surgiu em 2006 com a proposta de emular em seu som e na personalidade do grupo o espírito do rock’n’roll na sua essência. Com persistência e muito trabalho, o trio roraimense construiu um currículo que impõe respeito, fazendo do grupo uma referência do rock n’roll do extremo norte do Brasil e uma das bandas mais relevantes de Roraima de todos os tempos. A banda participou dos festivais Beradeiros (RO), Casarão (RO), Quebramar (AP), Megafônica (PA), Tomarrock (RR), RR Sesc Fest Rock (RR), Gritos Rock Boa Vista e Manaus. Também realizaram uma turnê pelo Rio Grande do Sul em 2010 lançando o primeiro CD, Veludo Branco Rock N’Roll e abriram no mesmo ano o show do ex-vocalista do Iron Maiden, Blaze Bayley, em Manaus, capital onde têm se apresentado com frequência. Em 2012 lançaram dois discos, o EP Sem Mentiras e o CD Antes que o Mundo Acabe... Veludo Branco Ao Vivo, além do primeiro videoclipe oficial da banda, o do single Sem Mentiras. Em 2013 lançaram o segundo clipe oficial, Maldita Ressaca. Atualmente o power trio trabalha na produção de um novo single a ser lançado em julho, intitulado Suave Veneno, e na finalização do seu primeiro DVD oficial, intitulado Veludo Branco Rock N'Roll – Sem Mentiras, a ser lançado no segundo semestre deste ano. Paralelamente, o grupo segue compondo e produzindo novas músicas para o segundo álbum de inéditas, o quarto de sua discografia.

BEN CHARLES
 
Considerado um dos pioneiros do rock em Roraima, Ben Charles é o nome artístico adotado por Charles Filgueiras, músico, compositor e produtor, natural de Boa Vista. Neto de índio e nordestino, bisneto de pagé, Ben Charles lançou os CDs 'Caminhada', 'Ben Charles', 'Ben Encarnado', 'Pra quem gosta do escuro', 'Canaimé', 'O mundo' e 'Carimbó Electro Seco', lançado em janeiro pelo blog Som do Norte. O CD Carimbó Electro Seco foi gerado com vagar e deixado amadurecer, qual conhaque em barris de carvalho. Ben gravou-o entre 2007 e 2008 em seu estúdio La Toca Music, em Brasília, tocando todos os instrumentos. Além deste, há outro CD já gravado, intitulado 'Duben'.

ARROTO DO SAPO
Mais de uma década de estrada, um espaço enorme no coração e nas cabeças balançantes dos HeadBangers de Boa Vista e ótimas histórias pra contar. Do Punk Rock de Roraima, a banda Arroto do Sapo foi criada no ano 2000, depois que Zé, quem ainda não era ‘do Arroto’, foi expulso de outra banda, isso no Rio Grande do Sul. Ele e a baixista Annapunk decidiram criar um novo grupo. O nome nasceu inspirado em um arroto no acontecido no meio do mato e de autor desconhecido. Conta-se que o som emitido lembrava um arroto de sapo (!?), segundo o vocalista Zé. Fórum Social Mundial, no RS, Encontro Internacional Anarcopunk, na Bahia, foram alguns dos locais onde os Punks se apresentaram pelo Brasil. Na terra de Macunaima a banda destaca os shows nos três primeiros Roraima SESC Fest Rock, realizados de 2005 a 2007. "Inesquecíveis", assim Zé do Arroto definiu a participação nos eventos. O trio tem cerca de 20 composições, algumas registradas em demos antigas, outras em vídeo. O single ‘Há um mês eu estou preso’ está disponível na internet desde 2005. A música já fez parte de uma coletânea, chamada ‘1 minuto, 60 bandas mostrando seu ódio em forma de música’, da Dinno Discos. 

Nenhum comentário: