19 de jul de 2017

#UMF – 13 BANDAS CELEBRAM O DIA DO ROCK (PARTE 1)


Por Victor Matheus – Blog Roraimarocknroll

Em abril de 2017, 10 bandas de Roraima se reuniram com um propósito: Financiar seu próprio festival, independente, em homenagem ao Dia Mundial do Rock, celebrado dia 13 de julho. A partir desta iniciativa, reuniram-se jovens e veteranos roqueiros da cena, que deram origem ao espontâneo movimento rock, conhecido como Movimento Bandas de Roraima – MBR.

O Movimento Bandas de Roraima tem como característica reunir bandas e entusiastas do rock macuxi para organizar shows, eventos e festivais, de forma independente, financiado pelas próprias bandas que participam. A iniciativa do MBR foi inspirada na era de ouro do rock roraimense, que deu origem ao maior, mais importante e longevo festival de rock de Roraima, o RR Sesc Fest Rock, que por 11 anos fez parte do calendário cultural do rock do extremo norte do Brasil e inicialmente tinha a mesma proposta de ser organizado pelas bandas da cena rock em parceria com o Sesc Roraima.

1º reunião de bandas de rock de Roraima para a criação do #UMF

Atualmente, a cena rock local conta com 72 bandas catalogadas, segundo o Blog Roraimarocknroll, de diferentes estilos e propostas. Há bandas autorais, bandas covers, bandas de tributo, de estilos diversos como o metal, indie rock, rock clássico, grunge, punk, etc. O #MBR reúne bandas com propostas bem distintas, e que convergem no mesmo pensamento: A união de ideias em benefício do rock. Foi com esse pensamento que surgiu o Underground Moto Clube Festival.

Inicialmente o #UMF foi batizado com outro nome: Roraima Underground Festival. A proposta do festival organizado, financiado e promovido 100% pelas próprias bandas integrantes do movimento, era reunir grupos do rock roraimense insatisfeitos com o preconceito que alguns grupos culturais e produtores culturais têm com estas bandas que divergem de suas ideologias políticas e métodos de gestão de caráter duvidoso e amplamente conhecido nos bastidores do rock de Roraima. 

O #UMF foi lançado dia 18 de abril de 2017

No primeiro encontro do #MBR, várias bandas locais foram convocadas a participar. Desta convocação, reuniram-se 10 bandas dispostas a tirar dinheiro do próprio bolso para financiar seu festival, com uma única regra pré-estabelecida em comum acordo: a total isenção de financiamento público e bandeiras políticas envolvidas com o festival.

Após o primeiro encontro, iniciou a pré-produção do festival. De início a ideia era realizá-lo em uma praça pública da cidade de Boa Vista. Para tanto a organização realizou um levantamento de custos como aluguel de tenda, palco, som, luz, licenças legais e tributos, segurança, etc. Após este levantamento foi estabelecida uma cota para cada banda investir no Festival. 

Esboço da logomarca do Festival feito por Stallyn Buckley

Os encontros das bandas para a organização do festival passou a acontecer periodicamente no mês de maio, até que o baterista Rímolo Pina, da banda Iekuana, uma das bandas que participam do #MBR, sugeriu que o movimento levasse a proposta do #UMF ao Roraima Moto Clube, que de pronto recebeu a ideia com entusiasmo e se prontificou a contribuir com o projeto. Com a bem vinda parceria do Roraima Moto Clube, agora patrocinador e correalizador do evento, o Festival foi rebatizado de Underground Moto Clube Festival.

Divulgação do #UMF no portal Whiplash

A partir da parceria do #MBR com o Roraima Moto Clube, definiram-se as datas de realização do #UMF: Dias 14 (dia do rock roraimense) e 15 de julho, no Bar Roraima Moto Clube, na Praça do Centro Cívico. Com dois dias de evento confirmados e a parceria com o Roraima Moto Clube firmada, a programação do Festival abriu espaço para que mais 3 bandas dispostas a investir pudessem ser incluídas na programação, fechando em 13 bandas, simbolicamente fazendo alusão ao dia 13 de julho, Dia Mundial do Rock.


Por ser um festival organizado 100% pelas bandas envolvidas, e seguindo os mesmos princípios que deram origem ao #MBR, a autogestão de seus eventos, os integrantes das bandas participantes se auto organizaram entrei si para a produção do Festival. 

Stallyn Buckley, vocalista da banda Iekuana, e Victor Matheus, vocalista e guitarrista da banda Veludo Branco, ficaram responsáveis pela articulação do Festival com o Roraima Moto Clube e demais parcerias com apoiadores que se estabeleceriam adiante. 

Matéria de capa do Caderno de Cultura da Folha de Boa Vista sobre o #UMF

Flávio Dourado, vocalista da banda Carnívoro, ficou responsável pela identidade visual e todas as peças publicitárias do evento. Miquéias Monteiro, baterista da banda Ironia, ficou responsável pelo apoio de palco no Festival. 

Dant Aliguiere, baixista da banda Iekuana, Alexandre Horta, guitarrista da banda Ditambah e Cesar Matuza, baterista da banda Veludo Branco, disponibilizaram seus equipamentos para complementar a estrutura de som patrocinada pelo Roraima Moto Clube. 

O aluguel da luz, palco, e confecção da bandeira utilizada no back de palco do Festival, foi financiado pelas próprias bandas envolvidas na organização. Os demais integrantes das bandas também contribuíram de forma significativa, sobretudo nos dias de realização do evento, compartilhando equipamentos, dando apoio no palco, na divulgação do evento nas redes sociais, e acima de tudo, fazendo shows insanos.

Reunião das bandas para o Check List do Festival

O Roraima Moto Clube foi essencial para o crescimento em estrutura e relevância do #UMF. Por meio do Roraima Moto Clube, vários patrocínios foram firmados, permitindo que o Bar Roraima Moto Clube disponibilizasse 1.000 metros quadrados de área coberta para abrigar o público em caso de chuva, autorizações legais para uso do espaço público para o evento, isenção de tributos com a PMBV, o apoio da Polícia Militar, com a presença no evento dando segurança e tranquilidade para o público prestigiar os shows, e a presença de moto clubes com a Exposição de Motos de Alta Cilindrada, clubes do fusca, Raul Rock Club de Roraima, apoiadores como a Hamburgueria 244, Anarquia Skate Shop, Bruno Tattoo, Lanchonete M7 Pizzaria, Blog Roraimarocknroll e a ação solidária do Clube da Sopa, recebendo a doação de alimentos do público para ajudar os desabrigados das enchentes em Boa Vista, os imigrantes venezuelanos que passam por necessidades e famílias carentes que necessitam desse nobre ato de solidariedade promovido pelo Roraima Moto Clube.

Com as parcerias firmadas no Festival, o #UMF estava pronto para ganhar Vida, e celebrar o Dia do Rock, na Praça do Centro Cívico, com shows confirmados de 13 bandas, exposição de motos de alta cilindrada, ação solidária do Clube da Sopa, tudo gratuito para o público, e financiado pelas bandas do #MBR em parceria com o Roraima Moto Clube.

Continua...



Saiba mais sobre o Underground Moto Clube Festival

Um comentário:

Arroto do Sapo disse...

cara, não adianta se explicar!!!