3 de mai de 2016

COLUNA RORAIMAROCKNROLL - ANO 5 – 45ª EDIÇÃO

Nesta Edição: Bruno Rocha, Corcel 73, Stallyn Buckley, Iekuana, Jessé Mendes, Aquiles Priest, Deivyson Moura, Azziz, Geração Roots, Míssil Javali, Patti Smith, Mundo Livre S/A

ABRE A CONTA
Bom dia rocker! Após um mês de abril intenso de muito rock n’roll, vários shows, eventos e a realização do maior festival de rock de Roraima, o Fest Rock, começamos o mês de maio com novidades... Neste mês celebramos 6 anos de história, e estamos preparando algumas mudanças pontuais em nossa editoria e nosso layout... Em breve nosso leitor vai conferir as novidades e contaremos tudo aqui. A edição de hoje traz um papo reto com o cantor compositor mineiro Bruno Rocha, nossa dica literária com a lenda Patti Smith, o disco ao vivo do Mundo Livre S/A, o rock list eclético do baterista Jessé Mendes, e nossa trip pelas redes sociais. Confira ainda qual banda foi eleita pelo público o grupo de abril do rock roraimense e o momento polaroid especial do Fest Rock... Seja bem vindo à coluna Roraimarocknroll, porque a história do rock você lê primeiro aqui! Boa Leitura, inspirada semana, e ótima terça-feira! Let’s go! - Victor Matheus.
________________________________________________________________________  

PAPO RETO
*Créditos: Eduardo Scariz
O cantor e compositor mineiro Bruno Rocha, 
responde a quatro perguntas do Papo Reto da nossa coluna. Confira:

O disco Coração de Leão foi aclamado pela crítica especializada como um dos grandes lançamentos da música brasileira recentemente... Como foi a jornada de criação desse álbum arrebatador que projetou sua arte para todo o Brasil?

Foi muito gratificante... foi um disco construído com paciência. Até conseguir a produção de João Vasconcelos, Beto Gibbs e Eduardo Escariz ,do Cambuci Roots, foram mais de 10 anos na estrada sem um disco na mão. Quando cheguei ao estúdio descobri um mundo novo e tive que abandonar algumas velhas canções e construir novas músicas. Em dois anos, no processo da gravação, tive um crescimento artístico fantástico, principalmente na conquista de um novo público e do trabalho com estilos diferentes.

Sua música é um grande caleidoscópio de sons e poesia. No disco Coração de Leão há canções magníficas e arrebatadoras como a transcendental 'Bricsom' e a soul glam 'Os reis do balanço'... De onde vem inspiração para compor? Coração de Leão é um retrato íntimo de Bruno Rocha?

Posso dizer que sim. Minhas referências musicais passeiam entre a MPB e o rock e os acordes que uso são pescados na bossa nova, estilo que aprendi com meu primeiro professor de violão, Charles Souza. Tive a sorte de trabalhar com o amigo João Vasconcelos, que tem o talento de entender e codificar esses estilos na produção do álbum, como um caleidoscópio mesmo.

Você morou por muitos anos no norte do Brasil, e tem uma relação próxima com muitas bandas e artistas da região... Quanto de Bruno Rocha ainda está na Amazônia?

Considero-me um mineiro amazônico, durante 5 anos morei em Rondônia mas andei pelo Acre, Amazonas e Pará. Ainda não tive oportunidade de conhecer Roraima e os outros estados formadores dessa grande floresta, mas esse dia vai chegar. Minhas raízes são mineiras, mas nesses anos de trabalho com música autoral, tive oportunidade de voar, de conhecer e morar no norte, sul e nordeste do país Isso influenciou diretamente no trabalho da composição do disco.

Pra fechar a conta... Quem salva o rock no Brasil hoje?

As garagens, os bares, as praças e os sonhos das pessoas que trabalham com o rock. O rock está no coração de cada um de nós. Não dependemos de grandes gravadoras, não dependemos das rádios e televisões, só dependemos de nossos sonhos e de nossa luta pra realizá-los. Hoje o rock vai bem, muito bem, obrigado. Enfim, estamos livres pra produzir e nos lançarmos nas redes independentes, nosso público é seleto, inteligente e fiel. Hoje, podemos dizer que o rock é brasileiro, de verdade!
________________________________________________________________________  

CORCEL 73
*Créditos: Divulgação/Corcel73
Corcel 73 foi eleita banda de abril do rock roraimense
A banda CORCEL 73 foi eleita pelo público do blog Roraimarocknroll , com 62% dos votos, a banda de abril do rock roraimense. Entre os prêmios, a banda Corcel 73 ganhará uma edição especial de destaque da coluna Roraimanroll do jornal Folha de Boa Vista, além de brindes dos parceiros da coluna, a loja Jump Store e o estúdio de tatuagens Mattuza Tattoo. A coluna Roraimarocknroll parabeniza a banda Corcel 73 pelo reconhecimento. #corcel73 
________________________________________________________________________  

MOMENTO POLAROID
*Créditos: Tom Souza
Pelas lentes de Tom Souza a história do rock roraimense é contada... o Registro é do vocalista Stallyn Buckley da banda Iekuana no Schin Fest Rock 2016, que aconteceu nos dias 23 e 24 de abril de 2016 na Praça Velia Coutinho... Uma bela imagem digna de polaroid! #iekuana #schinfestrock #polaroid
________________________________________________________________________  

ROCKLIST
*Créditos: Chamel Flores
O baterista Jessé Mendes ‘Gnomo’, da banda Geração Roots,
escolhe cinco músicas essenciais na sua #RockList. Confira:

1. Meus próprios meios (Oficina G3) 
2. Eu Sou (Oficina G3) 
3. Hero (Skillet)
4. Scar Tissue (Red Hot Chilli Peppers)
5. Mascara (Pitty)
________________________________________________________________________  

INSTAROCK
A semana do rock roraimense no Instagram

#Aquiles_Priester
Siga @aquilespriester

#Banda_Azziz
Siga @banda_azziz

#Deivyson_Moura
Siga @deivysonmoura

Siga o Instagram do Blog Roraimarocknroll @roraimarock
________________________________________________________________________  

RORAIMAROCK INDICA
Confira os perfis e páginas que você deve acompanhar nas redes sociais

#Geração_Roots
www.facebook.com/Geração-Roots

#Míssil Javali
www.facebook.com/Míssil-Javali

________________________________________________________________________  


DISCO
*Créditos: Coqueiro Verde
MANGUE-BIT (AO VIVO) - MUNDO LIVRE S/A - Depois de oito álbuns de estúdio, os pernambucanos revisitam ao vivo canções das três décadas de existência do grupo. Empunhando o cavaquinho, Fred Zero Quatro rege a banda em configuração encorpada (incluindo metais), ideal para músicas como “Meu Esquema”. Mas isso deixa mais comportadas faixas antigas como “Livre Iniciativa” e “Computadores Fazem Arte”. Justo retrato da estética influente do Mundo Livre S/A, Ao Vivo escorrega ao deixar de lado o primeiro e seminal disco da banda, Samba Esquema Noise (apenas uma faixa foi incluída na íntegra). (por Lucas Brêda)
________________________________________________________________________  

LIVRO
*Créditos: Companhia das Letras
LINHA M - PATTI SMITH - Dos sonhos com personagens recorrentes à paixão por detetives da teledramaturgia, da solidão atual ao passado de cumplicidade em família, Linha M nos leva a uma jornada por dentro da cabeça e da vida de Patti Smith. O que testemunhamos (e sentimos) é uma espécie de diário extremamente introspectivo. Patti abre a rotina de leitura e escrita em seu café preferido em Nova York, apresenta um vaqueiro que teima em surgir nos períodos de sono (ou semissono) e dá um vislumbre da agonia que vem com a passagem do tempo. Diferentemente de Só Garotos, primeiro livro de memórias da artista, Linha M não nos traz às lágrimas de maneira pontual. Se no primeiro a emoção jorra em episódios específicos, no segundo a sensação de dor chega dissipada. Vem na lembrança de passeios dela com o marido, o guitarrista Fred “Sonic” Smith, do MC5, morto em 1994. Vem no sentimento de que as fotografias de Patti que permeiam o livro não são capazes de trazer de volta as sensações registradas no momento em que foram tiradas. Não é, no entanto, um retrato amargo: é como a impressão do fluxo de pensamentos de uma escritora bastante consciente de suas dúvidas, certezas e devaneios. (por Bruna Veloso)
________________________________________________________________________ 

FECHA A CONTA
Para se manter informado sobre tudo que acontece no rock roraimense 
Acesse o blog da coluna, no www.roraimarocknroll.blogspot.com
Siga-nos no twitter @roraimarock 
Curta nossa página no facebook/blogroraimarocknroll
Participe da coluna com sugestões através do e-mail roraimarock@gmail.com 

PUBLICAÇÃO 
JORNAL FOLHA DE BOA VISTA | CADERNO B 
COLUNA RORAIMAROCKNROLL | ANO 5 
45ª EDIÇÃO | 03/05/16

Nenhum comentário: