27 de abr de 2016

SENTA A PÚA – SCHIN FEST ROCK – O MAIOR FESTIVAL DE ROCK QUE RORAIMA JÁ VIU (PARTE 2)


Maior, mais tradicional e importante festival de Rock de Roraima, retorna a cena roraimense com a 11ª Edição oficial, elevando o nivel do rock roraimense a novos patamares, celebrando a velha e nova geração do rock macuxi e provando que a chama do metal arde inesgotavelmente no peito dos headbanguers de Roraima. Um festival que entra para a história do rock acima da linha do Equador, como o maior e mais inesquecível de todos os tempos em Roraima.

Por Victor Matheus – www.roraimarocknroll.blogspot.com

Festivais de rock sempre reservam boas surpresas, algumas decepções, e principalmente, movimenta a cena e estimula as bandas a saírem da zona de conforto. São os festivais a grande vitrine para o artista expor sua arte com excelência, profissionalismo e apresentar para o seu público o resultado de muito trabalho realizando antes do show. 

Em outras palavras, um festival pode projetar uma banda a novos patamares, ou afundar por definitivo a sua carreira. Felizmente, no Schin Fest Rock, além da qualidade da estrutura e de organização, tivemos shows incríveis na primeira noite, revelando que as bandas da velha e nova geração do rock macuxi estão cada vez mais profissionais e maduras para aproveitar a oportunidade que um festival da projeção do Schin Fest Rock pode proporcionar à carreira. 

A primeira noite do Schin Fest Rock deu uma prévia do que seria a segunda e última noite de festival, também eclética nos estilos, e superior em público em relação a noite de abertura. Os problemas com a passagem de som e o atraso do cronograma na primeira noite também foi corrigido pela produção – ponto positivo - inclusive adiantando o horário dos shows, que beneficiou as bandas e o público que chegou cedo a Praça Velia Coutinho para não perder nenhum show. 

OS SHOWS 

A banda PROJETO CHURRAS abriu a programação do último dia do Schin Fest Rock e aproveitou a oportunidade de participar do maior festival de rock de Roraima para gravar seu primeiro DVD ao vivo. Infelizmente o blogger não chegou a tempo para prestigiar o show dos garotos da Churras, e vai aguardar o lançamento do DVD da banda para resenhar o show aqui para o nosso leitor. 

Créditos | Victor Pium
JAMROCK - show impecável e inspirador

Acompanho a carreira da JAMROCK desde o início. Também tive o prazer de produzir a banda no início da sua carreira, e acompanhar a evolução pessoal e profissional de cada jamba, as suas conquistas, os lançamentos, e shows memoráveis que já realizaram, incontáveis para descrever aqui... Assistir os jambas em cima do palco hoje é uma alegria e satisfação imensa para todos que apoiam a música roraimense. A banda é hoje uma das maiores referências para as novas gerações não só do rock, mas da música de Roraima, e mostrou no palco do Schin Fest Rock porque o grupo é hoje a cara da nova música brasileira. Mais um show impecável e inspirador, dos maiores talentos da música roraimense nos dias de hoje. Orgulho para todos nós! 

Créditos | Victor Pium
BEN CHARLES - psicodelia amazônica

O Schin Fest Rock leva o nome do rock na essência, mas abriu as portas para outros estilos. O legal de ter uma cena heterogênea como é o caso da roraimense, é que possibilita ao organizador de um evento misturar vários estilos na programação e abarcar um número maior de público para vários artistas. Nesse sentido, ter no line up artistas do calibre de BEN CHARLES é um verdadeiro privilégio. O músico amazônico de alma indígena subiu no palco do Schin Fest Rock para entregar um show psicodélico, experimental e lisérgico que revisitou grande parte da sua extensa obra e ainda apresentou música inédita do novo disco – Duben - que segundo o próprio, tem a essência do rock caboco, que pavimenta há mais de 30 anos a obra do expoente da música roraimense. Ben Charles é daqueles artistas verdadeiramente alquimistas do som, capazes de elevar as frequências e notas musicais a patamares elevados em nossas consciências. Seguramente, o show mais psicodélico e experimental do Schin Fest Rock. Magicamente memorável! 

Após um combo de muita psicodelia, reggae e música roraimense foi a vez do punk rock sujo e honesto da banda ARROTO DO SAPO invadir o palco do Schin Fest Rock. Sem firulas, como deve ser uma banda punk, o Arroto do Sapo fez um set rápido, sujo, intenso e anárquico no Schin Fest Rock, com direito a frases de protesto com a “estrutura muito organizadinha” do evento – nas palavras do punk Zé do Arroto - o que não é comum para uma banda punk (risos) e covers de clássicos do punk rock como ‘Papai Noel FDP’ e também da banda Stooges. Músicas autorais da banda também fizeram parte do repertório. Para os fãs da podreira punk rock tupá tupá, Arroto do Sapo mostrou em 20 minutos como é que se faz um show punk de verdade. Bom pra c******! 

Créditos | Paula Marini
VELUDO BRANCO - Celebrando 10 anos de história

O blogger teve o prazer de participar de 9 das 11 edições do Fest Rock. Desde a primeira edição realizada pelo Sesc, e agora também na versão 2016 do festival, acompanhei a evolução do evento e o que provocou na cena rock roraimense. A história da VELUDO BRANCO está intimamente ligada ao Fest Rock. Falar sobre seu próprio show de uma perspectiva pessoal não cabe aqui, mas resumindo a história, para nós da Veludo Branco foi uma noite de celebração ao nosso legado, especialmente pela participação do baixista Mirocem Beltrão, que esteve com a banda por 4 anos e tocou em várias edições do festival com a banda. Foi um grande prazer para o power trio apresentar para uma nova geração do público roraimense a síntese da discografia da banda, em um dos shows mais divertidos e bem produzidos já feitos pela Veludo Branco. 

Créditos | Victor Pium
GARDEN - mais um show visceral dos dinossauros do rock

A banda GARDEN foi e ainda é a referência de profissionalismo, versatilidade e relevância no rock roraimense. Com 20 anos de estradas, os gardens entregaram no Schin Fest Rock mais um show coeso, relembrando sucessos do seu primeiro disco e músicas do ainda inédito segundo disco. Ouvir a banda Garden é desde sempre um deleite para qualquer fã ávido de rock. Assistir uma banda madura, competentíssima que destila riffs matadores pelas mãos do guitarrista Rodrigo ‘Baraboy’ Baraúna, com a cozinha sólida e sempre inspirada de Nekinhu Amaro e Neto Baraúna somada ao vocal versátil de Siddhartha Brasil é uma verdadeira aula de como se fazer rock com competência e lastro. Sempre um bom show dos dinossauros do rock macuxi, digno dos seus 20 anos de história! 

Em 2013 o Roraima Sesc Fest Rock encerrou sua história com um dos shows mais altos, esperados e prestigiados até hoje em todas as edições do festival, com a banda Sepultura. Naquele ano, não só a maior banda de metal fez história tocando em Roraima, mas uma prata da casa, a banda Iekuana, provou que não é preciso investir quantias grandes de dinheiro em atrações nacionais para realizar um festival de rock com boas atrações. 

*Créditos | Tom Souza
IEKUANA - A maior banda de metal de Roraima

A IEKUANA conseguiu superar o que fez em 2013 no Roraima Sesc Fest Rock. Celebrando uma carreira gloriosa, os Iekuanas receberam a responsabilidade de fechar o Schin Fest Rock 2016 e o fizeram da melhor maneira possível, registrando a apresentação para um DVD ao vivo a ser lançado brevemente. Não há linhas suficientes para descrever o que foi a performance da Iekuana no Festival... Um som brutalmente alto, pesadíssimo e bem mixado, uma banda com sede de metal, um público fiel, headbanguer, se quebrando na frente do palco e gritando a plenos pulmões todas as músicas autorais da banda foram os ingredientes, do mais alto nível, para o encerramento perfeito do maior festival de rock de Roraima. 

*Créditos | Tom Souza
IEKUANA - Encerrando com lastro o Schin Fest Rock 2016

A Iekuana merece todo o reconhecimento pelo seu trabalho, e ver o vocalista Stallin Buckley mergulhar no público enquanto a banda sentava a púa sem dó nem piedade, foi um dos momentos inesquecíveis e definitivamente bem registrado para a história do rock macuxi. Sem mais, a Iekuana é a maior banda de metal de Roraima, e também do norte do Brasil. 

O QUE FICA? 

Não há o que discutir. O Schin Fest Rock 2016 provou porque é o maior, mais tradicional e importante festival de rock de Roraima. Em dois dias de evento, o festival apresentou para o público roraimense shows para todos os gostos, reunindo bandas da velha e nova geração, artistas de Roraima,revelando novas promessas do rock roraimense, e provando que é possível organizar um belo festival de rock em Roraima com qualidade e estrutura compatível com shows nacionais, valorizando toda a cadeia produtiva da música feita em Roraima. 


O Schin Fest Rock também fez uma justa homenagem a todos que fizeram parte da sua história, não só com as bandas. Foi muito emocionante ver Siddhartha Brasil, Alexandre Horta e o patrono do rock roraimense Kildo Albuquerque discursando no palco do Festival. Foi por causa dos sonhos desses caras, lá em 2001 e depois em 2004, pelo amor incondicional que têm pelo rock, que hoje temos este verdadeiro patrimônio da cultura de Roraima, o Fest Rock. 

O Festival serviu para muitos propósitos, além de unir a cena, valorizar as bandas que participaram (incluindo o pagamento de cachê – ponto positivo e essencial para valorizar de verdade os artistas)... Serviu também para tirar muitas bandas de Roraima da zona de conforto e do ostracismo, inspirar a nova geração do rock roraimense a crescer e amadurecer cada vez mais, se profissionalizar, pois só assim crescemos e ganhamos espaço e a oportunidade de participar de um festival com a relevância do Schin Fest Rock. 


A próxima edição do Fest Rock se houver, e tem tudo para acontecer, certamente vai superar esta em todos os termos, mas principalmente, vai contemplar o seu maior propósito, de unir e celebrar o rock roraimense. 

Há na cena rock macuxi excelentes bandas que podem fazer parte das próximas edições, entre elas Dr. Yoko, Míssil Javali, Geração Roots, Bali-Rádio, artistas de Roraima para dar versatilidade ao line up, como os consagrados George Farias e Eliakin Rufino, e até abrir espaço para o intercâmbio e reestabelecer a conexão com as cenas de rock da região norte... 

As possibilidades são infinitas, mas tudo só pode se tornar realidade se prevalecer o mesmo espírito que forjou este festival, de união, de cooperação, de responsabilidade, profissionalismo e força de vontade de todos que participaram direta e indiretamente para a realização do Fest Rock. Sem o espírito de equipe e respeito não se conquista nada, e o Fest Rock transbordou união e força de vontade que fizeram do evento o grande sucesso que foi. 

AGRADECIMENTOS 


O Blog Roraimarocknroll agradece o convite da produção do Schin Fest Rock para apoiar e fazer a cobertura do Festival, especialmente a equipe Shop Som (André Vieira, Neto Baraúna e Amanda), aos patrocinadores REC Distribuidora, Cerveja Schin, Shop Som, Governo de Roraima – por meio da Lei de Incentivo a Cultura -, Jump Store, toda a equipe de palco, técnicos de som, de luz, efeitos visuais, fotógrafos e cinegrafistas, a Polícia Militar de Roraima, Prefeitura de Boa Vista por gentilmente ceder o Palco Velia Coutinho para a realização do Festival e ao público mais insano que já prestigiou o evento. Temos muita honra e orgulho de ter feito parte dessa história. 

Parabéns a todas as bandas e artistas que participaram do Schin Fest Rock. Que venha a edição 2017 do Fest Rock, e estaremos lá, seja prestigiando, seja tocando, mas acima de tudo apoiando o Festival, porque o rock não pode parar! 

Fecha a conta.

Um comentário:

Cesar... disse...

otima resenha !!!