23 de mar de 2017

PAPO RETO – ARLAN SALGADO – COMBATENDO O FACISMO COM O METAL RORAIMENSE


A sessão PAPO RETO do Blog Roraimarocknroll trocou uma ideia com o baterista Arlan Salgado, da banda Estado de Coma. Confira como foi o papo:

Blog Roraimarocknroll: 
São mais de 20 anos de serviços prestados ao rock roraimense tocando bateria... Quais lembranças você tem do rock de Roraima no final da década de 90?

Arlan Salgado:
As lembranças são das melhores. Lembro-me muito bem que nesta época eu tocava com a banda Filhos da Revolução. Fui o primeiro baterista da banda nessa época, e paralelamente já iniciava as atividades e os corres com a banda Estado de Coma. Por algumas vezes tocávamos em praças, festas, aniversário de amigos, velórios, etc, e também estava conhecendo alguns brothers e integrantes da cena do rock regional, da qual alguns deles hoje continuam fazendo acontecer e fazem parte do legado escrito na história do rock macuxi.

Arlan Salgado

Blog Roraimarocknroll: 
Qual era a realidade do início dos anos 2000 para as bandas de rock de Roraima? Quais desafios os músicos locais tinham para fazer um show de rock em Boa Vista?

Arlan Salgado:
A realidade naquela época é que nós éramos muito unidos e não reclamávamos muito por local e equipamentos, e muito menos não tínhamos esse câncer, se é que posso assim dizer, dessa moçada que tem hoje, que briga e se incomoda com preconceito as preferências políticas, religião, sexualidade... Essa era dos anos 2000 é tão saudosa e a mais pura e original época do rock roraimense, e por contra partida claro, nós músicos nesta época tínhamos muitas dificuldades em tocar em alguns locais fechados... Algumas casas não nos davam total apoio com relação à qualidade de som e muito menos relacionado ao tão suado cachê... Na maioria das vezes tocávamos simplesmente por bebidas e divulgação do trabalho, sendo um show cover e autoral, um mix de repertório bem eclético e variado, mas que no final nos deixava com um sabor gratificante, porque percebíamos que a galera do rock ainda estava engatinhando, tentando conhecer o trabalho de algumas bandas cover e autorais... Sempre víamos e acompanhávamos de perto o esforço de alguns músicos e bandas, que até mesmo a pé, pedalando na bicicleta ou dentro do buzão, ia aquela moçada toda de preto se tacando de seus bairros até o centro para fazer valer a pena o tão sonhado rock do fim de semana... Isso foi bom cara, digo isso porque eu vi, eu senti isso na pele e acompanhei de perto essa geração humilde que ainda restou e que a maioria de alguns ainda nos acompanham nesse pleito... Isso faz um puta bem pra alma e é revigorante ter ainda essa essência humilde entre nós.

Blog Roraimarocknroll: 
Sendo um veterano do rock macuxi, como você analisa o rock roraimense de hoje?

Arlan Salgado:
Analisando do meu humilde ponto de vista, já que alguns dos pontos de vista do rock roraimense parecem atuar como aquela forma de pirâmide de produtos de cosméticos (risos), um certo pedaço triangular “trabalhando” de uma forma "exploradora" de ser, essa fatia oculta que manipula pretensiosamente mentes desinformadas e despreparadas, e outras fatias que ainda se mantém fiéis a sua originalidade, mostrando tudo com suas devida transparência sem se preocupar somente com o individualismo, ego e principalmente com seus bolsos contratuais, fazendo tudo por uma cultura musical por mais direito, liberdade de expressão, sem vínculos partidários, sem distinções de religião e o mais importante, sem preconceitos musicais com o artista ou banda roraimense, se importando apenas em levar e mostrar o seu trabalho cultural ao público, creio eu que temos que pensar dessa forma, somente dessa forma pois só assim teremos uma ampla e satisfatória legalidade de combinações entre cultura e o povo, só com transparência, não só o rock n' roll, mas a música num contexto brasileiro em geral, servirá de grande força e apoio para todos nós artistas brasileiros.


Blog Roraimarocknroll: 
Sobre o rock autoral de Roraima, quais bandas você destacaria na cena?

Arlan Salgado:
Destacaria quatro bandas fodas, Iekuana, Veludo Branco, Ditambah e A Coisa que não pode faltar em nenhum festival de rock roraimense e uma outra que sinceramente, falando na boa (risos), estou começando a curtir o trabalho autoral, a empolgante Johnny Manero... Espero que o vocalista não fique chateado (risos)... Essas bandas sim, para mim, representariam o rock roraimense na maior de suas essências em originalidade e regionalidade.

Blog Roraimarocknroll: 
Recentemente um produtor cultural local comentou em uma rede social que bandas de metal não tocam em seus eventos porque supostamente votariam no polêmico político Jair Messias Bolsonaro. O que você acha dessa atitude fascista e preconceituosa com as bandas de metal local?

Arlan Salgado:
Lamentável! Se tiver uma coisa que meu padrinho me ensinou e sempre me diz até hoje é a seguinte frase: "meu filho você pode discordar, mas você tem por obrigação respeitar". Eu respeito sim e espero que esse cidadão respeite a minha opinião, apenas acho de uma leviandade retratar dessa forma generalizada e preconceituosa, achando que todas as bandas de metal apoiam Bolsonaro. Primeiramente que o verdadeiro metal underground não levanta bandeira partidária ou de classe política nenhuma. O metal underground brasileiro tá pouco se importando para o que acontece no congresso, mas sim preocupado com o povo brasileiro que a cada dia mais vem sofrendo com tantos escândalos e mais escândalos de lava-jatos, operações carne fraca, caixa dois e por ai vai... Essa roubalheira toda sem fim e inescrupulosa na calada da madrugada enquanto o povo "dorme" ou assiste ufc, bbb, novelas, etc, essas porras todas que não dou a mínima para assistir, projetos e mais projetos estão sendo aprovado, para beneficiar quem? A mídia é manipuladora e digo mais, não quer que de forma alguma saibamos do que acontece na "corte das corujas"... Então é isso, o metal brasileiro tem um enorme poder de dar esse choque de realidade em suas letras, de fazer a população brasileira cobrar seus direitos sim, na educação, saúde, cultura, lazer, esporte e o principal de tudo saber o que realmente eles andam fazendo com o dinheiro público. De certo, a cultura brasileira deve estar como uma bandeira no mais alto mastro, independente de partidos políticos, de classe social, de diversidades religiosas, de diferenças sexuais, de opiniões divergentes, entre outros... Só tenho a lamentar e discordar desse comentário generalizado, desnecessário e preconceituoso... Tenho a minha opinião política formada, pessoal e moralizada fora do contexto no que esse cidadão se refere a "bandas de metal", e creio que outros integrantes de outras bandas também tenham. Agora o que eu não consigo entender nesse comentário todo do cidadão é o seguinte: porque que uma das bandas do "metal" roraimense irá tocar nesse evento se ele disse que bandas de metal não tocam em seu evento porque votam no Bolsonaro? 

Blog Roraimarocknroll:
Pra fechar a conta...

Arlan Salgado:
Agradeço ao Blog Roraimarocknroll por ter feito esse papo-reto e também agradecer a todos os que apoiam verdadeiramente e incessantemente, direta ou indiretamente, o rock/metal roraimense, independente de cor, religião, classe social, diversidade sexual e principalmente de bandeiras partidárias. Temos que ter a porra de um farto bom-senso que isso, em hipótese alguma jamais deverá sucumbir nossa cultura num todo... Deixe guardado tudo isso somente com você e mais ninguém, saiba discernir as coisas, e acima de tudo, o mais importante de tudo, saiba respeitar o próximo. Um abraço a todos que leram, que gostaram ou não gostaram. Infelizmente sou este puta cara sincero pra caralho, minha realidade é bruta. Meu muito obrigado a todos os rocker's, headbanger's, fãs, parceiros de palco, e grandes amigos de bandas e a todos os que apoiam o incansável rock/metal roraimense. Abraço a todos valeu.

Fecha a conta.

4 comentários:

Yori Deva disse...

bom

Matheus Butcher666 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Matheus Butcher666 disse...

Esse produtor é um puta ganancioso, se aproveitando dos mente fraca. Uma hora a casa dele cái...

THIAGO - MARINHO disse...

A senha pra tocar nesses eventos é ::: Fora Temer!!!...kkkk